Segunda-feira, 21 de Abril de 2008

TRIBUNAL DE FAMÍLIA E MENORES

Fernando José Craveiro da Silva Azevedo

Rua Dr. José Pinto de Aguiar, nº 16 r/c Esq.

3200 - 389 Lousã

 

 

 

 

 

 

Tribunal de Família e Menores de Coimbra

Secção Central

Av. Fernão de Magalhães, nº 519 – 2º

3004 - 508 Coimbra

 

 

 

 

Lousã, domingo, 6 de Abril de 2008.

 

 

Processo: 818/06.0 TMCBR

 

 

Oficio nº 165010, Devolução de Expediente falta de assinatura

 

 

Assunto: Vossa Clemência e Misericórdia.

 

 

“Divórcio litigioso”

 

 

 

Exmo. Senhor,

Em conformidade com o estipulado por lei e recusado pelo art. 474º do CPC, g) falta de assinatura, junto reenvio o anexo devidamente autenticado.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                             

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Hoje vou continuando a viver a sonhar a suavizar a recordar mas entendo certos momentos menos bons”.

 

“Mas, a vida continua já faz 6 anos que sou só, caminho comigo, estou a pensar que sei fazer tudo, mas ainda tinha tanto para aprender, mas falta vento suave de uma nuvem de raios de sol entrando na meu destino, será que estou bem sozinho?

Nunca fui covarde nem gabarolas apenas me orgulho de ser quem sou e viver com o que tenho.”

 

 

 

 

 

Meritíssimo Sr. Dr. Juiz,

 

Fernando José, 46 anos, reformado com valor inferior a salário mínimo nacional, a residir em habitação de renda, em “divorcio Litigioso” onde já foi atribuído o valor que estou a pagar de poder paternal. Mas, em virtude de receber valor inferior a salário mínimo nacional foi-me elaborado um relatório pela segurança social a pedido do tribunal de família e Menores de Coimbra na qual ainda estou a aguardar pela sua validação, pois com o que fico depois de despesas básicas pagas não chega para a minha alimentação.

 

Acontece que fui em acção jurídica sentenciado e condenado por mensagem por telemóvel e pela entrega da esposa á GNR local cannábis, 48g que era de seu conhecimento consentimento e conivência.

 

Condenado e sentenciado em acção judicial de violência doméstica, condenado e sentenciado.

 

Tentei defender-me juridicamente, mas acontece que em depressão, situação esta na qual fui reformado, não consegui obter resultados necessários a formula eficaz para obter a minha defesa, talvez devido ao meu esgotamento á enorme carência psíquica, onde deveria ter me deslocado á medicina legal, já antes, da sua 1ª tentativa de extinção do casamento, fui á GNR onde apresentei queixa da sua violência na habitação onde arrombou a porta quarto da habitação arrombou o umbral e lateral. Situação esta de conhecimento pelas técnicas de segurança social da Lousã, que estiveram na habitação e constataram os factos descritos.

 

Depois, pela 2ª vez, e após o seu reinicio na actividade laboral ligado ás novas tecnologias, me ensinou os primeiros passos, transpondo o que ia aprendendo, para o PC de casa, pois de nada sabia, a minha actividade era motorista de transportes profissionais e tenho o 7ª ano de escolaridade.

 

 

 

 

 

Onde aderimos à Internet e ela com o que ia aprendendo íamos desenvolvendo em casa onde eu, já me encontrava reformado e depois de fazer a lida doméstica, passar a roupa ferro, cozinhar, limpar, ou seja apresentava a casa com mais condições de habitabilidade em limpeza e organização deixou de existir o monte de roupa ao canto do quarto por organizar, que ela, durante o tempo que estivemos juntos passou por 5 ou 6 patrões e em alguns destes a seu pedido, fui tirar dividendos onde ela chegou mesmo a agredir a murro o seu antigo colega Sr. Vítor do posto médico de Miranda do corvo, de onde roubou carimbos, e falsificou vários documentos, relatórios falsos e baixas médicas no nome da minha mãe que os tem em seu poder, na qual nunca se usou desses documentos.

 

Até que pela terceira vez, em violência doméstica e após 3 meses de me encontrar reformado, roubou-me o meu ouro familiar e de solteiro, cartões pessoais e deixando toda a habitação completamente destruída acto este observado pela minha mãe.

 

Acontece que me foi movida na altura uma “Acção de Divórcio Litigioso”, o que com estes elementos que obteve judicialmente serão o suficiente para ser condenado e sentenciado novamente?

 

Será esta a minha sentença de morte?... Condenado para a vida toda?

 

Que mais irei ser condenado?

 

Hoje, neste momento estou com fome, tenho fome, o que fico, mais ou menos 60 € por mês para me alimentar.

 

Tenho tido a minha mãe, que vai ajudando como pode, apesar de ter a minha irmã a residir na sua habitação também em enorme dificuldades financeira, ser reformada com valor insignificante e vai podendo ajudar com alguma alimentação.

 

Assim, sou a apelar a vossa meritíssima competência que seja respeitado o meu direito á vida sem dor ou sofrimento.

 

 

 

 

 

                                       

 

 

Depoimentos apresentado na GNR local:

 

 

Destruição do interior da habitação arrombamento da porta de quarto do casal em 4/2003.

 

 

Agressão física com uma cana telescópica de 8,5 metros 29 de Novembro de 2004.

 

 

Agressão física com bastão em 24 de Abril de 2005

 

Aos 14 de Maio de 2007; Posto da Guarda Nacional Republicana, em termo de recebimento, onde aí fiz o fiel deposito dos seguintes objectos:

 

 2 (Dois) Carimbos de Autentificação do Posto Médico e Pertença Pessoal de funcionário chefe.

 

a) Carimbo com a Inscrição e Autentificação Principal do Posto Médico de Miranda do Corvo.

 

b) Carimbo de Autentificação pessoal de Funcionária Chefe Senhora D. Noémia.

 

Objectos estes, que encontrei, juntamente, a quando efectuava a remoção de roupas pertença do filho do casal. Recentemente deparei-me com o aparecimento de Relatório Médico e impressos de Baixa Médica devidamente assinados e autenticados.

 

 

Em 2003, e após discussão habitual utilizava o método de sair, ir dar uma volta para não agonizar mais a situação, pois ainda me encontrava na actividade laboral e no interior do quarto de casal tinha os meus bilhetes e dinheiros dos autocarros.

 

Ela já por mais de uma vez que dormia na sala num sofá junto ao computador e toda a documentação referente ao casamento.

 

Em 2004, e após violência verbal a esposa descontroladamente ou premeditadamente de forma explosiva agride-me com uma cana de pesca de 8,5 metros, onde me fracturou a mão direita sobre o quinto dedo medinho tendo de seguida se ausentado da habitação.

 

 

Regressou, eu a atravessar uma fase de depressão situação pelo qual fui aposentado compulsivamente ela andava tensa nervosa excitada devido ao seu novo emprego que era ligado ás novas tecnologias onde desenvolvia a actividade de secretariado e gestão de empresa, tudo começou na sua loucura possessiva devido aos sempre ciúme eu estava na actividade laboral e sempre a ligar para o telemóvel, depois já aposentado e passado 3 meses de me encontrar reformado chegava nervosa e vinha logo agarram-se ao computador atirando os próprios objectos que trazia para cima do sofá a ver com quem tinha estado a comunicar-me a pesquisar o que eu tinha feito no PC, o filho como de várias vezes ia para a rua andar de bicicleta situação esta que pode ser testemunhada pela escola que aqui frequentou, devido ao seu mau comportamento e aplicação novamente discussão, e novamente vem com um bastão, e novamente como na vez anterior, com ele no ar para me agredir eu deitei-lhe a mãos não o largando, na fúria incontida ela tentando me agredir, já caídos no chão, eu tentando lhe soltar o bastão das mãos na tentativa da sua tomada de posse, e assim, que lhe soltei o bastão fui de imediato colocar na garagens da habitação do casal.

 

Foi ás urgências apresentou queixa e fez o domicilio e denuncia de 48g. De cannábis, que era de seu conhecimento consentimento e conivência.

 

Novamente passado alguns dias e arrastando o filho do casal para nova instituição escolar, deixando tudo destruído, interruptores, portas, vários objectos de adorno e fotos rasgadas.

 

Levou vários objectos o meu ouro pessoal, do casamento e de solteiro, cartões pessoais, gravadores de cassetes, de Leitor de DVD, televisão, rádios, todo o comer que se encontrava no frigorifico, onde consequentemente arrastando o filho do casal.

 

Quando cheguei a casa e observando o que tinha sido capaz de fazer, lhe telefonei e entre várias mensagens onde até nem o falecimento da minha avó com 84 anos a fez ponderar, sensibilizar, dialogar, estava possuída, diabólica, entre outras, e outras, que conscientemente não o merecia, nunca obtendo resposta, até mesmo na firma onde trabalhava lhe enviei a mensagem que onde a encontra-se (estava fundida.) ela usou essa mensagem para me colocar uma acção jurídica onde fui condenado e sentenciado por “calunias e difamação”.

 

 

É com enorme amargura e angustia que só hoje vá conseguindo encaixar as peças, expor a verdade dos factos apesar de já por várias vezes ter pedido apoio a várias entidades, desde 2003, ter exposto a situação e hoje vejo que nada foi averiguado e estou prestes a ser novamente condenado e sentenciado em acção de divórcio litigioso.

 

 

Assim, sou a enviar os meus respeitosos cumprimentos, em apelo á paz que se façam as investigações, estudos, acompanhamentos, aprofundamentos e que eu como pai seja também justamente respeitado.

 

 

 

Respeitosamente,

publicado por carikato62 às 19:04
link | comentar | favorito

Exmo. Sr. Procurador-Geral da Republica

Exmo. Sr. Procurador-Geral da Republica,

Dr. Pinto Monteiro

 

Os meus respeitosos cumprimentos,

 

Venho demonstrar através da presente exposição a minha solidariedade por vossa excelência, pois, vivemos passados bem recentes de falta de liberdade e respeito pelo ser humano.

 

Acontece que após o choque tecnológico, vimo-nos na cumplicidade da aceitação de um infindável mundo moderno do conhecimento, da aprendizagem de fazer prevalecer um Direito Humano e constitucional no aprofundamento das novas tecnologias, formaram-se técnicos especializados no mundo da virtualidade.

 

Hoje ou temos meios para que em bastidores sejam explorados os mais variadíssimos aspectos do mundo virtual social, politico estratégico, hoje tudo é possível, a transmissão de feixes artesianos, ondas electromagnéticas o constante avanço tecnológico a uma velocidade inimaginável onde assim, como sempre só quem tem tempo e vagar consegue acompanhar a realidade da virtualidade.

 

Assim as politicas é para os que elaboram desenvolvimento electrotécnico e das novas tecnologias apoiando a sociedade de investigação no plano tecnológico onde se pode adquirir enormes quantidades do que se pretende.

 

Acontece que essas extensões que contribuem com esse apoio seguem estratégias previamente defendidas. De variadíssimo aspecto social, e religião.

 

È cada vez mais imperioso aprofundarem laboratorialmente que exista atribuições universitárias para quem enquadra quadros de impressas, particulares e outros, responsáveis pelos patamares das novas tecnologias para que informação não alcance patamares que com carências de variadíssimos aspectos naveguem em sentidos pouco claros.

 

Assim sou humildemente, e respeitosamente a agradecer-lhe pelo seu tempo ocupado a quem como a Sr. Procurador-Geral da Republica Portuguesa e com o devido Direito, coloca questões de escutas telefónicas e (outras.) que exista um definição mais profissional cursada em universidades e defendidas em teses por catedráticos de vários contextos éticos, políticos e religiosos, para que convergem divergências contrarias á violência sectorial e no mundo e, fazer prevalecer o bom senso e a dignidade do ser humano nesta curta passagem das nossas vidas.

 

Respeitosamente,

Lousã 21 de Abril de 2008

Fernando José Craveiro Silva Azevedo.
publicado por carikato62 às 09:09
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 8 de Novembro de 2007

De remediado a pobreza...!

www.youtube/carikato.com

 

Acontece que fui punido com Pena de Aposentação Compulsiva, e pretendia ser informado como ou qual a entidade que devo recorrer para transpor para a nova actualização das reformas, para a pena de Aposentação Ordinária.
 
Respeitosamente,
Fernando José
E agora..? reformado a receber pensão de 235.00€, individado, divorciado em enorme falência psiquica, sem motivação, venho apelar aos politicos, jornalistas que são afinal quem faz a história, ás instituições voluntárias, sociais por obrigação, ou de livre vontade a quem diz ser possivel viver um mundo melhor e que se encontre caminho para que exista vida, que se faça converguir credos, religiões e outros.., e que tomos possamos viver tranquilamente e em paz.
Obrigado.
sinto-me: interaguir
música: marcha do soldado
publicado por carikato62 às 07:42
link | comentar | favorito
Sábado, 27 de Outubro de 2007

Os Direitos de Minorias Étnicas e Raciais

"Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direitos"

 

Uma das bases fundamentais dos direitos humanos é o princípio que todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direitos. Discriminação e perseguição com base na raça ou etnia são claras violações desse princípio. A discriminação racial pode tomar muitas formas, desde a mais brutal e institucional forma de racismo - o genocídio e o apartheid, até as formas mais encobertas por meio das quais determinados grupos raciais e étnicos são impedidos de se beneficiarem dos mesmos direitos civis, políticos, econômicos, sociais e culturais comuns a outros grupos da sociedade.

 

A discriminação racial e étnica continua a ser um dos maiores problemas de direitos humanos no mundo atual, atingindo tanto minorias étnicas quanto, em alguns casos, populações inteiras. Muito da atenção internacional recaiu sobre o apartheid na África do Sul, extinto em 1994. Entretanto, a luta contra o ódio étnico e racial continuou durante a década de 1990 violentamente acometida pelos piores conflitos étnicos jamais vistos nos Bálcãs e na região dos Grandes Lagos na África.

 

Raça é definida como "um grupo de pessoas de comum ancestralidade, diferenciada dos outros por características físicas tais como tipo de cabelo, cor dos olhos e pele, estatura, etc" (Dicionário Inglês Collins). Étnico é definido como "relativo ou característico de um grupo humano que tem certos traços raciais, religiosos, lingüísticos, entre outros, em comum" (Dicionário Inglês Collins).

 

Nas leis internacionais dos direitos humanos, o termo raça é geralmente utilizado em um sentido mais amplo e freqüentemente se confunde com outras distinções entre grupos de pessoas baseadas na religião, etnia, grupo social, língua e cultura. O termo "raça", nas leis sobre os direitos humanos, é utilizado por vezes para designar grupos que não se enquadram em distinções biológicas de grupo como, por exemplo, os sistemas de castas na Índia e Japão.

A Convenção Internacional sobre a Eliminação da Discriminação Racial (artigo 1) não define "raça", mas define "discriminação racial" para designar "qualquer distinção, exclusão, restrição ou preferência baseadas na raça, cor, descendência, nacionalidade ou origem étnica com o propósito ou efeito de anular ou impedir o reconhecimento, o gozo ou o exercício, em pé de igualdade, dos direitos humanos e das liberdades fundamentais nos campos políticos, econômicos, sociais e culturais ou qualquer outro da vida pública". Etnia é explicitamente entendida sob esta definição pelo termo "raça". Muitos tratados sobre os direitos humanos se referem a "raça" e não utilizam a terminologia "etnia".

música: cultural
publicado por carikato62 às 10:41
link | comentar | favorito
Terça-feira, 16 de Outubro de 2007

Paz Pão Habitação: Direitos constituicionais.

Lousã 16 de Outubro de 2007

Os meus mais respeitosos cumprimentos a toda a equipa do “Blogs” do sapo, os meus parabéns.

 

Mas acontece que talvez os meus comentários nada tenham directamente a ver com o tema " Menezes convida Ferreira Leite para se manter presidente do congresso", mas como exemplar politica e excelente pessoa, tem todo o direito de aceitar ou recusar.

Bem eu, sinceramente ao expor-me como uma vitima social, com 235 euros para colmatar as minhas necessidades básicas de sobrevivência, com 45 anos, reformado, divorciado, a residir na Lousã Vilarinho e após um casamento que terminou, falido e endividado, ou seja, possível (sem abrigo), pois a residência hipotecada e todos os endividamentos que tenho por suportar, mas como costumo dizer águas passadas não movem moinhos, bem até que se fosse num País com cultura e civilização diferente nunca teria sido condenado pala entidade laboral SMTUC com "Pena de Aposentação Compulsiva", e agora que me retiraram todas as cartas de condução que era a minha ferramenta de trabalho, mas acredito e respeito as politicas, e acredito que exista quem acompanhe e se interesse por estas situações sociais, que pura e simplesmente são excluídos rotulados, e descriminados socialmente até quando mais vamos que entender que o Planeta Terra foi maravilhosamente elaborado com “Cabeça Troco e Membros, claro o seu Criador.., Jesus.

Vivemos em ecossistemas, mais ou menos complexos, o que acontece aqui em Portugal não é o mesmo que num País religiosamente culturalmente diferente do nosso, apesar de cada vez mais devido á fácil deslocação de pessoas entre civilizações continentes e regiões.

Acredito que a guerra vai ter que terminar, os genocídios populacionais, até ao extermínio de povos, civilizações credos e religiões ter que forçosamente terminar devido ao aumento de capacidades bélicas que o homem tem vido através de diversas formas a adquirir colocado em risco até mesmo a habitabilidade futura do planeta terra.

Apelo á humanidade aos Políticos ao Jornalistas a todos que por razões laborais ou outras intercedem nesta difícil tarefa de continuarmos a creditar na possibilidade de existir caminhos para a paz.

Os meus agradecimentos pelo vosso interesse, pois não sei até quando conseguirei devido á frágil situação social em que me encontro, e continuar a ter meios monetários para pagamento de despesas inerentes á habitação, alimentação, linha telefone e Internet e assim continuar a ter acesso ao conhecimento a comunicação á informação.

 

O meu mais profundo reconhecimento de agradecimento caso me possam ajudar.

 

Respeitosamente,

 

Fernando José Craveiro Silva Azevedo.

publicado por carikato62 às 10:42
link | comentar | favorito
Domingo, 14 de Outubro de 2007

sociedade, politica, misericordia, religião.

Virgem Santa mãe de Deus
Nossa Senhora de Fátima
A tua bênção em Louvor minha Nossa Senhora de Fátima pelo Pão de cada dia, por hoje já não ser diabético, pois consegui vencer a batalha da doença alcoólica e não consumir bebidas alcoólicas há 5 anos. Obrigado pelo milagre pela tua infinita misericórdia em ter saúde, força e animo pela vida, e ter forma de complementar a minha fome, a minha carência a minha instabilidade social e que me sejam considerado e analisado o meu valor de Reformado que é de 235 Euros, valor insuficiente para ver as minhas necessidades básicas respeitadas. Na dor no sofrimento, na angustia na amargura, em oração que intercedas junto dos ministérios governamentais de Portugal, da minha boa fé, a minha necessidade em alimentar a alma em benéfico do meu corpo.

De joelhos a teus Pés, de mãos erguidas a Deus, Te peço Perdão, e Gratidão e Elevo todo o meu espírito a Ti minha Nossa Senhora de Fátima.

A Tua Bênção Mãe querida.

Fernando José (ADIC)
Lousã 13 de Outubro de 2007
publicado por carikato62 às 08:59
link | comentar | favorito
Sábado, 29 de Setembro de 2007

sedutivo sensual

Miúdas, meninas, reside sozinho, adoro prazer, estou carente, preciso URGENTEMENTE de ter relações sexuais.
Condição a combinar.
Telefone: 239994223 966522276

youtube/carikato.com; (...).blogs.carikato62.sapo.pt; fernandocraveiro@sapo.pt

 

música: chakira
sinto-me: pronto para amar
publicado por carikato62 às 11:06
link | comentar | favorito
Domingo, 26 de Agosto de 2007

Sozinho com a sorte do destino

Olá muito boa tarde.
 
Chamo-me Fernando José, tenho 44 anos, resido no conselho da Lousã distrito de Coimbra, uma vila no interior de Portugal. Sou alegre, adoro divertir-me imenso, sou adulto, muito sensível, dedicado. Por imposição laboral em processo disciplinar interno, e em conclusão em reunião do conselho da Direcção dos SMTUC e por determino do posto médico clínico interno da actividade laboral, Motorista Agente Único. Aposentado com Pena de Aposentação Compulsiva. Aposentado Compulsivamente.
 
Adorava manter diálogos aqui na virtualidade, abrigado pelo vosso interesse em manter conversação comigo pois resido só faz 5 anos em processo de divórcio que se vai concluir no próximo mês de Setembro.
 
Estou assim aberto a possíveis grupo de pessoas que procurem e repartam das mesmas carências, necessidades ou curiosidades. Intelectuais ou Profissionais.
 
Progredir, apoiar projectos, estudos, estatísticas, politicas para cada vez mais exista paz, boa harmonia, saúde e bem-estar das pessoas na sociedade.
 
Desenvolvendo-me aprendendo, redescobrindo-me desenvolvendo-me psiquicamente e evoluindo contribuindo maciçamente, positivamente para uma mais valia Social.
 
Com os meu respeitoso cumprimento,
Beijos e abraços...!
Fernando Azevedo
sinto-me: sozinho com a sorte do destino
música: romantica
publicado por carikato62 às 08:12
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.posts recentes

. TRIBUNAL DE FAMÍLIA E MEN...

. Exmo. Sr. Procurador-Gera...

. De remediado a pobreza......

. Os Direitos de Minorias É...

. Paz Pão Habitação: Direit...

. sociedade, politica, mise...

. sedutivo sensual

. Sozinho com a sorte do de...

.arquivos

. Abril 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub